Liderança
 
 
 
   
 
Comissões
 
 
 
 
Bancada da Maioria
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Legislativo
 
 
 
 
Multimídia
 
 

Notícias
Publicada em 16 de Novembro de 2017 ás 13:19:57
Share

CCJ aprova proposta para homenagear de Glauber Rocha

  Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa aprovou, ontem, o projeto de lei do deputado Zé Raimundo (PT) que denomina o novo aeroporto de Vitória da Conquista de “Aeroporto Glauber de Andrade Rocha” em homenagem ao cineasta baiano. Localizado à margem direita da BR-116, sentido Sul, próximo ao povoado de São José, o aeroporto está em fase final de construção.


Ao justificar a proposta, considerada constitucional pelos integrantes da CCJ, Zé Raimundo observou que o equipamento assumirá um papel estratégico, potencializando ainda mais as condições impulsionadoras do desenvolvimento regional, abrangendo e atraindo passageiros e serviços dos vastos territórios do Sudoeste, Centro Sul, Serra Geral, na Bahia, e Norte de Minas Gerais.


“Será, sem dúvida, um grande fator de integração regional e da Bahia com outros estados a partir do sertão da ressaca, antiga denominação da região situada entre o rio Pardo e o rio de Contas”, acredita o parlamentar, que já foi prefeito de Vitória da Conquista.


Ele explicou que a iniciativa de nomear oficialmente este novo aeroporto, antes mesmo de seu término, decorre de exigências técnicas e operacionais, seguindo normas das autoridades aeronáuticas, as quais preconizam que, antes de entrar em pleno funcionamento, o equipamento precisa ser inspecionado, testado, habilitado e codificado pelo Comando Aéreo da Aeronáutica

.
No documento, Zé Raimundo admitiu que Glauber Rocha e sua obra não tem relação direta ou indireta com o mundo aeronáutico, mas lembrou que ela faz parte da História Nacional, pela contribuição singular dada à cultura baiana e brasileira. “Assim”, afirmou Zé Raimundo, “inscrever o nome de Glauber na denominação do novo aeroporto é realçar o seu pertencimento à cidade de Vitória da Conquista e lembrar os conteúdos e representações de sua obra cinematográfica e de intelectual criativo e irrequieto que contribuiu para a uma fecunda reflexão e busca de nossas raízes sociais e históricas, tendo como ferramenta os recursos da sétima arte”.


Para o deputado, os caminhos percorridos por Glauber, a sua trajetória, se vinculam e pertencem à construção da memória coletiva da cidade e da Bahia. “A sua filmografia, especialmente, é, definitivamente, um componente essencial da história artística e cultural do país”, acrescentou o autor do projeto.


Também na sessão de ontem, a Comissão de Constituição e Justiça aprovou o projeto que denomina a barragem que está sendo construída pelo Governo do Estado no povoado de Estiva, zona rural do município de Itapé, como Barragem Horácio Sodré. O deputado Marcelo Nilo (PSL), autor do projeto, explicou que o objetivo é homenagear “o grande homem e administrador de Itapé, que contribuiu de forma ímpar com o crescimento e desenvolvimento do município”.


De acordo com Nilo, Horacio Sodré chegou a Itapé ainda nos meados da década de 30, quando ainda era distrito de Itabuna, cujo trabalho honesto e denotado converteu-se num dos mais expressivos comerciantes de Itapé. “Por mais de 50 anos, ele militou ativamente na política municipal, tendo governado o município por diversas vezes e em todas as oportunidades o fazendo com ética e reconhecida probidade, de grande aceitação popular, suas gestões eram sempre voltada para causas populares e necessárias ao desenvolvimento de Itapé”, argumentou Marcelo Nilo, no documento. 


O último projeto aprovado na sessão de ontem foi de autoria do deputado Bira Corôa e que inclui, no Calendário Oficial de Eventos  da Bahia, os festejos de Nossa Senhora das Candeias, padroeira da cidade de Candeias. De acordo com ele, todos os anos entre 24 de janeiro a 3 de fevereiro, acontece no município da região metropolitana os festejos em homenagem a santa, reunindo diariamente cerca de 12 mil fiéis vindo de diversas partes da Bahia.


De acordo com Bira, a Igreja Matriz de Nossa Senhora de Candeias foi elevada à condição de Santuário diocesano no dia 8 de dezembro de 2014, em documento reconhecido pela Diocese de Camaçari, mas já era assim chamado, desde muito antes, pelo povo. Hoje, acrescentou ele, o santuário de Candeias movimenta e impulsiona o comércio da cidade durante o ano inteiro chegando a receber 50 mil romeiros anuais para conhecer o santuário e a fonte milagrosa gerando direta e indiretamente centenas de empregos para a população. 



ASCOM / ALBA

Leia Também
 
Assembleia Legislativa da Bahia
1a Avenida, 130, CEP: 41.745-001, CAB, Edifício Jutahy Magalhães, 3 andar - Salvador-Bahia.
Tels.: (71) 3115-7270
  Via X Internet